Mangueiras pneumáticas azuis utilizadas no transporte de fluidos compridos por compressores que utilizam óleo para compressor

Compressores são equipamentos projetados para comprimirem algum fluido no estado gasoso, que têm várias aplicações na indústria: higienização, perfurações, testes de pressão, apitos e buzinas, fornecimento de água potável, etc. O óleo para compressor é responsável por sua lubrificação, assegurando seu bom funcionamento.

Os compressores mais comuns são os de ar, que podem ser de pistão (alternativo) ou em parafuso. Eles diferem das bombas de ar – que apenas transferem o ar de um local para outro – pois contêm tanques de armazenamento de ar pressurizado.

Veja no post a seguir quais são os diferentes óleos para compressor que existem no mercado hoje e qual a importância desses fluidos para os equipamentos.

O que é o óleo para compressor

Óleo para compressor, na verdade, é um óleo lubrificante específico para esse tipo de equipamento. Da mesma forma que outros lubrificantes industriais, tem várias funções:

  • Minimização de impactos e ruídos;
  • Proteção contra corrosão;
  • Refrigeração;
  • Limpeza.

Os compressores de deslocamento positivo são redutores de volume, e funcionam por meio de um fluxo de entrada de algum fluido em uma câmara onde é comprimido. Já os compressores rotativos operam de acordo com o princípio do deslocamento contínuo. Independente do princípio de funcionamento, todos requerem lubrificação.

As funções desses equipamentos na indústria são inúmeras. Em navios, por exemplo, os compressores de ar são utilizados tanto para a manutenção da salubridade do ambiente e fornecimento de água potável quanto para a manutenção de equipamentos a bordo.

Assim como outros fluidos utilizados na lubrificação industrial, existem vários tipos de óleo para compressor. A primeira diferença é quanto ao seu óleo base, que pode ser mineral, sintético ou semi-sintético.

Porém, a principal distinção entre esses óleos para a lubrificação do compressor está em seu desempenho, associado ao número de horas necessárias para sua troca e aditivação.

Óleo para compressor mineral

O óleo mineral é derivado do petróleo cru, e seu nível de qualidade depende do tipo de refino a que é submetido. De maneira geral, quanto mais refinado, melhores suas propriedades físico-químicas, inclusive resistência à degradação, estabilidade térmica, índice de viscosidade, ponto de orvalho e temperaturas de operação mais elevadas.

Podem ser usados em sistemas submetidos a altas temperaturas. Por essa razão, são mais empregados em compressores alternativos (pistão). Nessa máquina, a compressão é feita por meio de um êmbolo que se move para frente e para trás em um cilindro por meio de uma biela e uma cambota, que gera bastante calor devido ao atrito.

Para melhorarem-se a propriedades dos óleos minerais, aditivos químicos são misturados a ele. A aditivação tem como finalidade prolongar a vida útil do óleo para compressor, oferecendo maior resistência ao desgaste tanto do óleo quanto das partes móveis do equipamento.

O pacote de aditivos degrada-se conforme o uso ou em função de problemas no equipamento, tais como superaquecimento. Por isso, é recomendável que se evite a reutilização do óleo para compressor, pois os aditivos não estarão funcionando plenamente, o que pode comprometer o desempenho e a vida útil da máquina.

Além disso, antes de escolher um óleo para seu compressor, observe sempre a recomendação do fabricante. A incompatibilidade entre óleo e máquina pode causar problemas ao funcionamento dela, trazendo prejuízos à empresa e expondo os funcionários a acidentes de trabalho.

Óleo para compressor sintético

Os óleos sintéticos possuem características físico-químicas melhores do que os minerais, ainda que sejam mais caros. Há várias categorias de lubrificantes sintéticos, conforme sua estrutura química:

  • PAO (poli-alfa-olefinas) que são estruturalmente idênticas aos óleos minerais mas apresentam maior índice de viscosidade, melhor performance sob temperaturas elevadas, maior estabilidade à oxidação e menor volatilidade.
  • Ésteres, que têm boas propriedades sob temperaturas extremas altas ou baixas
  • PAG (poliglicóis), utilizados em sistemas de Extrema Pressão (EP)
  • Silicones, muito resistentes a temperaturas elevadas

Os PAO costumam ser mais aplicados onde são esperadas temperaturas elevadas no sistema, sendo muito utilizados em compressores rotativos (parafuso).

Óleo para compressor semi-sintético

Os óleos semi-sintéticos são uma mistura entre óleos minerais e óleos sintéticos. A proporção da mixagem depende de quais propriedades se pretende melhorar no óleo. Em geral, as características melhoradas pela mistura são de

  • Resistência à degradação;
  • Viscosidade.

Também costumam ser mais utilizadas em compressores de parafuso.

Como selecionar o melhor óleo para compressor

Antes de determinar qual óleo adquirir para seu equipamento, consulte sempre o manual de instruções para verificar a recomendação do fabricante. É indispensável segui-la para assegurar o prolongamento da vida útil do compressor. Além disso, para selecionar o óleo mais adequado para cada caso, devem-se levar em conta dois fatores:

  1. O gás a ser comprimido;
  2. O tipo de compressor.

Gases quimicamente ativos não são comprimidos em compressores que utilizem óleo base contendo hidrocarbonetos (minerais ou sintéticos).

O compressor, por sua vez, é um equipamento auxiliar aos processos industriais. Podem ser classificados em compressores de deslocamento positivo (volumétrico) e deslocamento rotativo (dinâmico).

Compressor volumétrico (deslocamento positivo)

Compressor rotativo (deslocamento dinâmico)

Pistões de simples efeito

Parafuso

Pistões de duplo efeito

Palheta

Diafragma

Lóbulo

 

Fluxo radial

 

Fluxo axial

Portanto, para a lubrificação do compressor, a aditivação pode ser um fator crucial para o correto funcionamento. Por esse motivo, os produtos usados para a lubrificação industrial devem ser preferencialmente novos, e não recuperados.

Assim, a lubrificação industrial é um processo de várias frentes. Além dos compressores, sistemas hidráulicos também requerem atenção. Conheça em nosso artigo os tipos mais comuns de óleo hidráulico e garanta a melhor escolha para sua máquina!