Por que evitar óleos solúveis de usinagem com nitrito?

Por que evitar óleos solúveis de usinagem com nitrito?

floresta com árvores onde se lê o texto "Por que evitar óleos solúveis de usinagem com nitrito?"

Você sabe a razão pela qual o nitrito de sódio pode produzir materiais insalubres? Apesar de muitas empresas já possuírem processos definidos para a aquisição dos óleos solúveis de usinagem, nem sempre existe o cuidado em relação à composição química dos produtos.

Em outras palavras, é muito comum que a decisão seja mais motivada pela logística e pela financeira do que por questões como a saúde do trabalhador e do meio ambiente. Porém, especialmente no caso de empresas que busquem a excelência operacional e a qualidade, o cuidado com as normas é indispensável

Assim, a Norma Regulamentadora 15 (NR 15) surgiu para orientar esse cuidado.

A NR 15, que se refere aos ambientes insalubres, evidencia os níveis de salubridade de nitritosamina (formado a partir do nitrito) no local de trabalho. De modo semelhante, a Resolução 357, considerando a toxicidade do nitrito, dá os procedimentos adequados para a destinação final de efluentes contendo a substância.

Mas por que esse cuidado todo? É o que explicaremos no artigo a seguir. Vamos lá?

Para que serve o nitrito na indústria?

Os nitritos são substâncias químicas de grande potencial antioxidante. Eles têm uma grande variedade de compostos e de aplicações na indústria como um todo por causa disso. Na indústria alimentícia, por exemplo, o nitrito de sódio (NaNO2) é um conservante utilizado para a produção de embutidos.

Já na indústria química, ele é usado principalmente na conservação de fluidos de corte em armazenamento e como aditivo anticorrosivo. Porém, a presença desse aditivo nos fluidos de corte podem se transformar num gravíssimo problema de saúde do trabalhador e ambiental.

Isto porque os óleos de usinagem, que contenham nitritos em sua composição, podem formar nitrosaminas quando estocados. A questão é que, em contato com o ar, essa substância se transforma num vapor venenoso, causando diversos transtornos.

Qual o problema do nitrito?

Quando estocado, nitrosaminas podem se formar no óleo solúvel de usinagem que contem nitrito de sódio. As nitrosaminas são compostos caracterizados pela presença de um grupo NNO (nitrogênio, nitrogênio e oxigênio). A causa da preocupação com a formação da nitrosamina em óleos de usinagem é porque causam câncer.

Essa característica é conhecida desde a década de 1970, quando foram descritas as relações entre o nitrito, a amina e a incidência de câncer em animais e em trabalhadores da indústria de usinagem. Nesses estudos, as N-nitrosodiethanolamines (NDELA), foram identificadas como agentes cancerígenos.

Por outro lado, a formação de nitrosaminas nem sempre ocorre rapidamente, o que permite medidas preventivas. No caso de fluidos de corte solúveis, a melhor medida preventiva é testar estes óleos solúveis de usinagem para verificar se possuem nitritos em sua composição, e evita-los.

Elas podem ter origem na interação dos nitritos no fluido, da superfície de revestimento dos contêineres usados para armazenamento ou de óxidos de nitrogênio do ar. Em geral, se formam quando os fluidos de corte são submetidos a aumentos de temperatura e pressão, o que ocorre quando o óleo é utilizado.

Além disso, uma das principais preocupações em relação aos óleos solúveis de corte é a contaminação por bactérias e fungos. Para evitar a degradação causada pelos agentes biológicos, são acrescentados aditivos biocidas. Porém, essas substâncias também podem causar a formação de nitrosaminas, quando o óleo lubrificante contem nitrito de sódio em sua formulação.

Devido à sua agressividade, a nitrosamina é proibida em países da Europa e Estados Unidos. No Brasil, a NR 15 a classifica como insalubridade de grau máximo na NR 15.

A Resolução Conama 357 de 2005 provê os níveis máximos de concentração de nitrito na água potável. Isso porque a presença de nitrito acima desses níveis pode se tornar um problema de saúde pública.

Portanto, principal efeito do excesso de nitrito na água é a doença metahemoglobinemia ou descoloramento da pele. Esse quadro, ocasionado por uma alteração do sangue, pode afetar principalmente bebês recém-nascidos, mas também atinge adultos.

No entanto, as alternativas para substituir o nitrito podem ser economicamente mais caras. Diante disso, uma solução é a adoção de boas práticas e conscientização das pessoas em relação aos problemas de saúde humana.

Porém, o nitrito ainda é muito utilizado, principalmente por pequenos produtores nacionais de óleo solúvel. Por que?

A resposta é fácil: Economia com as matérias primas e não preocupação com os seres humanos e meio ambiente.

Como evitar o problema do nitrito nos óleos solúveis de usinagem?

A melhor alternativa para evitar os problemas causados pela nitrosamina é adquirir produtos que não contenham nitrito em sua composição. Para eliminar os produtos com nitrito, você pode fazer o seguinte:

  • Observar se as fontes atmosféricas de óxidos de nitrogênio, tais como fuligem de motores a combustão e a solda, são mínimos nos locais onde os fluidos de corte são utilizados;

  • Checar se o abastecimento de água, biocidas, inibidores de corrosão, detergentes e outros produtos não contêm grandes quantidades de nitrito;

  • Verificar com seus fornecedores a ausência de nitrito de sódio em seus fluidos de corte.

Portanto, existem no mercado produtos de excelente qualidade que não contêm nitrito. Além de assegurar a saúde dos trabalhadores, prevenir casos de câncer futuros e evitar prejuízos com seu afastamento, o uso de produtos sustentáveis é a tendência para a Indústria 4.0. Por essa razão, a Biolub não produz lubrificantes industriais com nitrito. E portanto, por uma questão de consciência, nosso lema sempre foi:

“Biolub Quimica, preocupada e comprometida com a qualidade em seus produtos, excelência no atendimento ao cliente e preservação do meio ambiente. Temos a solução química ideal para sua empresa”.

Assim, os óleos solúveis de usinagem com nitrito formam a nitrosamina, substância cancerígena. Além disso, o próprio nitrito, quando em concentrações acima do recomendado na água, causa doenças. A melhor forma de evitar esses danos é substituir os fluidos de corte por óleos sem nitrito.

Quer conhecer mais sobre os óleos solúveis de usinagem sem nitrito? Então conheça nossa linha de produtos!

Deixe um comentário