Parte de máquina hidráulica que utiliza óleo hidráulico

As máquinas hidráulicas necessitam de inúmeros cuidados para o seu correto funcionamento. Entre eles, a escolha do óleo hidráulico adequado é essencial para garantir a lubrificação, aumentar a vida útil das bombas, válvulas, cilindros e componentes da máquina e dessa forma evitar prejuízos financeiros.

O lubrificante industrial deve ser devidamente formulado e conter em sua formulação os aditivos necessários para cumprir sua função. No caso do óleo hidráulico, deve possuir registro na ANP (Agência Nacional de Petróleo) e ter seu nível de desempenho declarado.

Conheça a seguir os dois tipos mais comuns de óleos hidráulicos e saiba suas características, semelhanças e diferenças.

Óleo hidráulico: para que serve?

O óleo hidráulico serve principalmente para transmissão de força e para movimentar equipamentos. Também tem como função lubrificar e aumentar a vida útil dos componentes das máquinas hidráulicas. É importante que este lubrificante industrial não ataque as vedações do sistema.

Este produto é composto pelo óleo lubrificante base, que pode ser de origem mineral ou sintética e pacotes de aditivos, que são adicionados para conferir melhores propriedades, como por exemplo:

Óleo hidráulico de base mineral HLP

A maior parte dos óleos hidráulicos é de base mineral devido ao seu baixo custo. Geralmente é constituído de óleos minerais com alto grau de refinação, aditivos que conferem resistência a oxidação, ação anti-desgaste, lubrificação e inibidores de ferrugem.

Certifique-se se o produto possui nível de desempenho DIN 51524-2 (HLP) declarado e registrado na ANP. Alguns produtos, além dessa norma também atendem a bombas Vickers 35VQ-25 e Racine S.

Os óleos hidráulicos mais utilizados são referente as viscosidades: ISO VG 32, ISO VG 46 e ISO VG 68 e além dessas viscosidades é possível encontra-los como ISO VG 10, ISO VG 22, ISO VG 100 e ISO VG 150. Para saber a viscosidade correta, o manual da máquina hidráulica deve ser consultado.

Óleo hidráulico de base sintética biodegradável HEES

O óleo lubrificante hidráulico biodegradável ainda é pouco utilizado em relação aos outros tipos devido ao seu custo, que é mais elevado se comparado com os de base mineral, por exemplo. Porém o uso do óleo hidráulico biodegradável vem sendo cada vez mais disseminado principalmente nas indústrias que possuem um sistema de gestão ambiental como a ISO 14001 que tem como foco principal a prevenção da poluição e proteção do meio ambiente.

Além do óleo hidráulico biodegradável ser ecologicamente correto, ele atende a NR 15 referente a atividades e operações insalubres, por ser isento de óleo mineral, metais pesados, cloro e fenóis.

É importante verificar o nível de desempenho deste produto, que deve seguir a norma internacional DIN ISO 15380 – Tipo HEES.

Portanto, para garantir o melhor desempenho e durabilidade das máquinas hidráulicas, é necessário manutenção periódica, limpeza e uso de lubrificantes industriais que sejam devidamente aditivados e que atendam os níveis de desempenho exigidos. No caso do óleo lubrificante hidráulico mineral, deve atender a norma DIN 51524-2 e o óleo hidráulico biodegradável a norma DIN ISO 15380 – Tipo HEES.

Para decidir sobre qual a melhor opção, fatores como: preço, segurança, leis ambientais e normas trabalhistas devem ser considerados. Além disso, o manual dos equipamentos deve ser sempre consultado para saber qual o grau de viscosidade exigido, os mais comuns são ISO VG 32, ISO VG 46 e ISO VG 68.

Agora que você já conhece os dois tipos mais comuns de óleo hidráulico. Leia sobre como escolher o tipo certo de óleo lubrificante industrial para suas máquinas.